A Banana na Gastronomia funcional esportiva

A Banana na Gastronomia funcional esportiva

A gastronomia funcional tem como principal foco oferecer alimentos que contribuam para a saúde e bem-estar do ser humano, sem deixar de lado o sabor e o prazer de comer. Ela é a combinação perfeita entre a nutrição funcional e a gastronomia.

Quando se pensamos em restrição alimentar, automaticamente imaginamos uma comida ruim, sem graça ou sem sabor. Entretanto, a gastronomia funcional associa hábitos saudáveis com o prazer de se alimentar e ainda nutre o organismo com alimentos adequados de acordo com a bioquímica de cada um, pois algo bom para um organismo pode ser ruim para outro.

Essa gastronomia é uma das melhores maneiras de se manter saudável respeitando o seu corpo. Vale lembrar que, a partir da prescrição feita por um profissional de saúde, você pode começar a modificar a forma de preparar os alimentos. Explicaremos hoje quais os benefícios que essa culinária inovadora leva aos praticantes assíduos de atividades físicas. Confira!

Gastronomia funcional para atletas

Se você pratica esporte regularmente, não basta apenas se alimentar para repor as calorias, é preciso definir a alimentação para estimular o desempenho nas atividades físicas. A função desta gastronomia aplicada ao esporte tem como objetivo nutricional evitar essas lesões no corpo, auxiliar no aproveitamento dos nutrientes pelo organismo e realizar combinações dos alimentos que podem melhorar os resultados para o corpo.

Vale ressaltar que o desempenho e a saúde do atleta com certeza melhoram se houver modificações na dieta. Essas mudanças devem atender às exigências da sua modalidade esportiva. É recomendável aos esportistas o consumo de frutas e vegetais, que resultam na função protetora dos fitoquímicos (nutrientes provenientes de vegetais) e possuem propriedades antioxidantes, antiinflamatórias, entre outras.

Esta gastronomia inovadora torna-se fundamental para os atletas, pois proporciona o prazer da ingestão de alimentos trabalhados dentro da perspectiva de cada indivíduo com relação à saúde. Além disso, permite realizar planos alimentares aliados ao organismo – o que é extremamente importante para o desenvolvimento de práticas esportivas.

Quais alimentos devem ser evitados?

É necessário tomar muito cuidado na hora de elaborar os cardápios, pois é preciso seguir as normas de acordo com as recomendações atuais. Deve ser evitado, por exemplo, fontes de carboidratos simples antes do exercício e alguns que trazem malefícios à saúde, como produtos industrializados, corantes, conservantes, aditivos químicos, comida com longa validade, alimentos com agrotóxicos, farinha de trigo branca, açúcar refinado, entre outros.

Uma observação importante a se fazer é que é necessário evitar o tempo de cocção dos alimentos, ou seja, se você cozinhar algum alimento além do tempo necessário, isso pode levá-lo à perda de nutrientes. Além disso, é preciso realizar pesquisas e exames relacionados aos sinais e sintomas do atleta.

A gastronomia funcional tem o objetivo de unir alimentos e nutrientes antioxidantes, prevenindo o estresse corporal, que pode levar à destruição de lipídios, proteínas e ácidos nucleicos – elementos estes associados à diminuição do desempenho físico da fadiga muscular e do overtraining (termo usado para designar o excesso de treinamento).

Para finalizar, vale ressaltar que todo atleta precisa se hidratar muito, antes e depois da atividade física, e ter um tempo de descanso adequado. Uma boa alimentação associada aos esportes é a melhor maneira para ser saudável e evitar doenças!

Você já sabia da importância da culinária funcional no esporte? É a favor desse “estilo de vida”? Conte nos comentários sua opinião e siga nosso blog para ficar por dentro do universo saudável!

3 Comentários para "A Banana na Gastronomia funcional esportiva"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *